Banner
Contador de Visitas
357911


"Get the Flash Player" "to see this gallery."

IV MISSA SERTANEJA NA PARÓQUIA SANTO INÁCIO DE LOIOLA

 
No dia 10 de junho, às 16 horas, aconteceu a 4ª Missa Sertaneja na paróquia Santo Inácio.
 
A Missa Sertaneja é uma realização da Pastoral da Música juntamente com a Catequese, Jovens, e pessoas da Comunidade.
 
Esta Missa foi preparada com muito carinho, e criado um ambiente especial para a celebração. Um banner da imagem de Nossa Senhora Aparecida foi colocado em cada coluna na Igreja, tendo abaixo um chapéu e um pano rendado. No corredor central, preso aos bancos, estavam belas flores que davam um colorido e traziam muita alegria.
 
Uma credência improvisada ao lado do altar destacava a chaleira e o jarro com Vinho. Na entrada da igreja, uma cruz com flores lembrando o abraço da Trindade.

A missa foi presidida pelo Pe. Mário Pizetta e contou, neste ano, com a presença de três sacerdotes concelebrantes: o Pe. José Carlos Frutuoso, Pe. Valdez Dalagnese, paulinos e Pe. Petrúcio, pároco da Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Alagoas. A Missa começou com a entrada do andor de Nossa Senhora Aparecida, lembrando os trezentos anos da aparição, depois, entraram os estandartes, dos santos que são comemorados em Junho, e foram levados até o altar, depois, entrou a Bandeira da Paz e em seguida a procissão de entrada com os ministros, leitores, e os sacerdotes, estes todos vestidos tipicamente.
 
Os cantos foram coordenados pela Marta, e contou com a colaboração de toda a Equipe da Pastoral da Musica da paróquia. Haviam ainda vários colaboradores de outras paróquia, pessoas que tocam e cantam em corais na cidade de São Paulo. Foi uma soma de talentos apresentados, o que enriqueceu muito a celebração. Um momento de grande significado foi a procissão das ofertas, onde produtos da Terra foram levados até o altar. Após a comunhão o Pe. José Carlos, com vestimentas típicas do sul do Brasil, declamou uma bela poesia e cantou um linda melodia tradicional do sul, e com isto integrando o Brasil de norte a sul.
 
Em sua homilia, Pe. Mário, além de focar aspectos da solenidade da Trindade afirmou que a Missa sertaneja não um folclore, um espetáculo a parte, mas uma forma de recordar e manter firme os caminhos percorridos pelo nosso povo. Afirmou: "preservar a cultura relgiosa é preservar a nossa identidade, pois quando abandonamos os traços de nossas origens corremos o risco de perder as nossas raízes".
 
As fotos foram registradas pela Rami.