Banner
Contador de Visitas
591615


A voz do Pároco Novembro / Dezembro 2017

 
A voz do Pároco Setembro / Outubro 2017

 
A voz do Pároco Julho / Agosto 2017 E-mail

 
A voz do Pároco Maio / Junho 2017

 
A voz do Pároco Março / Abril 2017
 
PÁSCOA: A GRANDE PASSAGEM PARA A VIDA
 
 
Daqui a alguns dias, celebraremos a Páscoa do Senhor. Jesus que vence o pecado e a morte. Jesus que não permanece no reino das sepulturas. Com a ressurreição, Jesus abre o caminho ao Pai:
 
“na casa de meu pai tem muitas moradas...” (Jo 14,2).
 
A Celebração da Páscoa é sempre um retorno às raízes de nossa fé, uma revitalização espiritual, de modo que voltados para a vida sejamos construtores de um mundo melhor. A Quaresma nos pediu para deixar para trás tudo o que pertence ao mundo das trevas, ficando apenas com os caminhos da luze que promovem a vida.
 
A Semana Santa, que partilhamos juntos, é uma profunda experiência de fé, quando buscamos nos aproximar mais de Deus Misericordioso. No Tríduo Pascal, revivemos com Jesus todos os seus momentos de partilha, de sofrimento e vida. A partilha aconteceu no repartir o pão na Ceia com os discípulos e com Maria, deixando-nos a Eucaristia. O sofrimento foi sentido na condenação, na flagelação, na coroação de espinhos, no carregar a cruz, e sobre o calvário, a morte na cruz. Com a morte, nossos sentimentos foram tocados, mas não veio o desespero e, sim, a certeza de que Deus não deixaria seu Filho no mundo dos mortos, como o trariapara a vida.
 
A Vigília, o canto do “Exulte” acompanhado pelas velas acesas, a leitura de textos sagrados, o canto de aleluia, a renovação das promessas batismais e a partilha da Ceia Pascal são o pré-anúncio de que Cristo está vivo. Com a chegada da manhã de domingo, o grande anúnciovindo das mulheres:“tiraram o corpo de Jesus do túmulo”.
 
Algo de novo tinha acontecido. Surgem dúvidas, fazem-se interrogações: por acaso roubaram o corpo para confundir a mente dos que acreditavam em Jesus? Nada disso era verdade! Vimos os discípulos correrem para o túmulo. Acabam as dúvidas: Jesus havia ressuscitado. A vida havia sido vencedora.
 
A partir daquela manhã de domingo, a humanidade se abriu para um novo tempo: o tempo do Cristo Ressuscitado, uma nova  realidade para o caminho da Fé.
 
Os discípulos recebiam uma grande missão: anunciar ao mundo que Jesus tinha vencido a morte e estava vivo.
 
Cada um de nós, a partir de agora, somos testemunha viva desta história do amor de Deus que se manifesta em Jesus.
 
Logo, estaremos em maio, quando comemoraremos os 100anos de Fátima e os 300 anos de Aparecida!
 
Pe. Mário Pizetta, ssp (Pároco)
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 3 de 11