Banner
Contador de Visitas
554198


O PODER DE PERDOAR

Este 1º domingo, depois da Pascoa, foi estabelecido por São João Paulo II, como o domingo da Misericórdia.“Recebei o Espirito Santo. A quem perdoar-des os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoar-des eles lhes serão retidos” (Jo20,22-23). Vejamos as leituras:

A primeira, relata que muitos eram os sinais realizados pelos apóstolos: doentes curados, espíritos maus espantados... Todos estes sinais serviam como testemunhas da fé no ressuscitado. Os apóstolos multiplicam os gestos de Jesus (cf.At5,12-16).

O evangelho apresenta dois momentos: No primeiro Jesus aparece e saúda a todos: “A paz esteja convosco” e derrama o Espirito Santo sobre os apóstolos: “Recebei o Espirito Santo.. ”Tomé não está com os apóstolos. Na segunda vez aparece novamente e saúda a todos e adverte Tomé, que não estava presente e manifestava dúvidas: “Não sejas incrédulo mas fiel”. A ressureição é um ato de fé, centro de nossa vida. Quando cremos nela somos novas criaturas (cf.Jo20,19-31).

Na segunda leitura, João, numa visão, recebe da parte de Deus a missão de escrever tudo o que viu, vê e verá” (cf.Ap1,9-13.17-19). A ressureição é um fato novo e é lenta a compreensão dos discípulos. Na medida em que ela é absorvida nos tornamos portadores de vida para nós e de modo especial para os outros.

Saibamos valorizar sempre a confissão como um momento de graça em nossa vida.

Pe. Mário Pizetta, ssp
Pároco.


“TIRARAM O CORPO DE JESUS! ”

FELIZ PÁSCOA é o que desejamos a todos vocês que que nos acompanham pelo site, Facebook, Rede Vila Mariana. Chegamos ao grande dia, a Ressureição do Senhor. Nos últimos três dias renovamos nossa adesão a Cristo revivendo momentos extraordinários: a caminhada quaresmal, a Ceia, onde Jesus instituiu a Eucaristia e nos ensinou a lavar os pés uns dos outros; acompanhamos Jesus no caminho do Calvário, e lá estivemos com ele junto à cruz, até a morte. Abatidos, não desistimos, aqui estamos para buscar a sua luz. As leituras deste domingo mostram quanto grande foi a alegria dos discípulos e do povo. Assim deve ser também nossa alegria.

Na primeira leitura, vemos Pedro totalmente transformado, testemunhando o relato da Paixão, Morte e Ressureição a todos os que o escutam. Cristo está vivo e caminha com todos nós (cf. At 10, 34-37-43).

O evangelho relata o episódio das mulheres, que de manhã cedo, foram ao túmulo e viram que a pedra havia sido retirada, elas informam a Pedro e João. Os dois correm. João, chega primeiro, mas espera Pedro. João entende o significado, Pedro é mais lento (cf. Jo 20, 1-9).

Na segunda leitura, Paulo, chama a todos que ressuscitaram com Cristo para buscar e alcançar as coisas do alto (cf. Col 3,1-4). A partir deste domingo o foco das nossas celebrações será a assimilação da experiência do ressuscitado.

FELIZ PÁSCOA A TODOS!

Pe. Mário Pizetta, ssp
Pároco


“BENDITO O QUE VEM EM NOME DO SENHOR”

Com o domingo de Ramos iniciamos nossa caminhada rumo a Páscoa. A Páscoa não virá sem o caminho do Horto das Oliveiras, do Calvário e da cruz. As leituras deste domingo relatam a obediência de Jesus ao Pai. A entrada triunfal de Jesus em Jerusalém marcará o início desta etapa decisiva.

O profeta Isaias, afirma que o “Servo Sofredor” não rejeitou o sofrimento, pelo contrário, “ofereceu as costas para baterem, e a face para arrancarem a barba,  e nem desviou o rosto dos bofetões e cusparadas” (cf. Is 50,6). O Servo tudo suporta porque sabe que Deus é o seu Auxiliador.

O evangelho relata a paixão, segundo o evangelista Lucas. Descreve o julgamento de Jesus e como comportavam-se seus inimigos. Jesus é acusado de subverter a ordem pública (cf. Lc 23,1-49).

A segunda leitura, de Paulo aos Filipenses, vemos que Jesus não se aproveitou da condição divina, mas assumiu o mundo humano, num gesto de rara grandeza(cf. Fl 2,6-11). Vamos lembrar:

QUINTA FEIRA SANTA: Missa da Ceia e lava Pés – 19 horas.

SEXTA FEIRA SANTA: Manhã: Adoração; 15,00: Celebração da Paixão; 19,00: Procissão pelas Ruas.

SABADO: Vigília Pascal às 19 horas.

Pe. Mário Pizetta, ssp
Pároco


TIRAR DO PASSADO AS LIÇÕES E OLHAR PARA FRENTE

Neste último domingo da quaresma, somos interpelados a deixar para trás o que já passou e ter o olhar para frente. Jesus dirá a suposta mulher pecadora: “Vai e não peques mais”.

Na 1ª leitura, o Senhor dirá por meio do profeta Isaias, anuncia um novo tempo, não sendo mais necessário lembrar a ação do Senhor ao sufocar cavalos e cavaleiros que perseguiam os hebreus que fugiam do Egito, mas perceber que o Senhor abrirá novos caminhos, superará todas as dificuldades e dirá que este é o povo criado e ele cantará os meus louvores (cf. Is 43,16-21).

O evangelho, vemos mais um sinal de provocação dos judeus a Jesus: uma suposta mulher pecadora é apresentada. Ao ser interrogado pelos judeus, Jesus, escreve no chão e afirma: “Quem não tiver nenhum pecado que atire a 1ª pedra”, e todos foram embora, a começar pelos mais velhos. Depois voltando-se para a mulher disse: Alguém te condenou, ela disse não, eu também não te condeno, vai e não peques mais (cf. Jo 8, 1-11).

A segunda leitura, Paulo, dá um testemunho de sua descoberta de Cristo: “Tudo eu considerei um lixo, depois de conhecer a Cristo, esquecendo-me do que fica para trás, lanço-me para frente”(cf. Fl 3,8-14).

A quaresma nos convida a abandonar o que já passou, olharmos para frente com esperança, o Senhor caminhará com a gente.

Pe. Mário Pizetta, ssp
Pároco