Banner
Contador de Visitas
573448


A Vóz do Pároco - Setembro 2012

LÂMPADA PARA MEUS PÉS E LUZ PARA O MEU CAMINHO (SI 119,115)

No mêsde setembro, a Igreja Católica Apostólica Romanado Brasil, lembrará o mês da Bíblia. Muitas iniciativas acontecem. Nossa paróquia irá participar do Mutirão Bíblico no Setor Paraíso, (cf. quadro publicado no jornalzinho).

Estamos chamando este Mutirão Bíblico de Mutirão da Evangelização, pois estaremos relacionando a palavra de Deus com as principais diretrizes da CNBB em sua ação Pastoral. A associação da Palavra à ação da Igreja não apenas representa garantia de equilíbrio, mas fonte de sabedoria em nossa pastoral.

Um fato muito significativo se apresenta na sociedade atual: a procura da palavra de Deus pelas pessoas. Podemos dizer que nunca como hoje na história ela esteve tão presente na vida das pessoas. Diante deste fato podemos nos perguntar: "de que forma esta palavra esta sendo acol hida", ou seja, como ela está sendo apresentada as pessoas.

O salmo afirma que a palavra serve para clarificar os caminhos por onde andamos, pisamos e com isto ela não nos permite pisar em lugares falsos.

Penso que podemos comparar esta palavra a primavera. Na natureza esta estação é marcada pelo nascimento dos ramos, aparentemente sem vida, surgem ramos verdejantes, flores e vemos vida nascendo, constatamos uma verdadeira revolução na paisagem da natureza e de toda esta realidade chegam os frutos.

A palavra de Deus é como uma boa semente, que ao encontrar um terreno bom, ela rapidamente nasce, cresce, produz frutos em abundância (cf. Lc8,11; Mc 4,1-20).

Na Bíblia está a palavra de Deus deixada aos patriarcas, profetas, homens que receberam de Deus esta tarefa de serem os comunicadores desta palavra. Depois deter falado de muitos modos e por meio de muitas pessoas Deus falou por meio de seu Filho, e o Verbo se fez carne e habitou entre nós(cf. Jo 1,1 ss).

Alguns cuidados são necessários para a leitura dessa palavra, vejamos alguns particulares:

a. Ler e reler o texto, entender o que é dito, identificar personagens.

b. Ver quem fala e quem escuta. Avaliar o que se fala. Acompanhar os diálogos, quem dialoga.

c. Ver o contexto, ou seja o ambiente em que é pronunciada a palavra.

Depois de todos estes cuidados buscar e compreender o que este texto dizia na época emqueelefoi pronunciado, Porfim,vercomo esta mensagem pode ser atualizada hoje.

Como ela pode ser encarnada na minha vida. Fundamental nesta busca é ver como ela se aplica a mim e na vida da sociedade, o que ela denuncia e o que ela está anunciando de exigências?

Podemos então dizer, que assim como a semente que ao encontrar terra boa ela não apenas nasce, mas produz flores e frutos em abundância, assim acontece com a Palavra de Deus ao encontrar um coração receptivo, acolhedor ela certamente realiza grandes transformações.

Nossa paróquia ao deixar as bíblias nos bancos da Igreja quer possibilitar as pessoas oportunidade de encontro com esta palavra. Nosso fundador Pé. Alberione nos diz que a maior caridade que podemos fazer é dar a Palavra de Deus para a humanidade.

Por fim, queremos reafirmar que a profundidade da Palavra vem do silêncio e da meditação. A verdadeira compreensão do texto não vem apenas pelas técnicas necessárias para a compreensão, mas também pela oração feita sobre um texto.

 

Pé. Mário Pizetta - ssp (Pároco)