27 de janeiro – Memória Facultativa de Santa Ângela de Mérici, virgem

27 de janeiro – Memória Facultativa de Santa Ângela de Mérici, virgem

Ângela nasceu em Desenzano, província do Vêneto em 1470 aproximadamente. Faleceu em Bréscia no dia 27 de janeiro de 1540. Sua canonização remonta ao ano de 1807.

Até aos seus quinze anos de idade, pertenceu à Ordem Terceira de São Francisco, com o propósito de viver integralmente a vida religiosa. Autodidata, jovem pouco notável e de origem humilde, conheceu bem cedo a orfandade de pai e mãe e foi provada pelo sofrimento e pela miséria. Deu à Igreja a primeira congregação feminina – A Companhia de Santa Úrsula ou Congregação das Irmãs Ursulinas – com a finalidade específica de promover a educação das meninas abandonadas, pois em seu tempo somente os meninos estudavam. A fundação é do ano de 1535, em Bréscia. Santa Ângela é feminista precoce e revolucionária. Somente depois de algum tempo de sua morte é que foram impressas as regras da congregação. Na Regra 5 lemos: “Recebe, Senhor, todos os meus pensamentos, todas as minhas palavras e ações e, por fim, tudo o que eu possuo dentro de mim e fora de mim. Tudo deposito, como oferenda, aos pés de tua Majestade divina: digna-te acolher-me, apesar de minha indignidade”.

Ó Deus, que a santa virgem Ângela de Mérici nos recomende ao vosso amor de Pai, para que, seguindo seus exemplos de caridade e prudência, sejamos fiéis aos vossos ensinamentos. Por nosso Senhor, Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fechar Menu