2 de janeiro Memória de São Basílio Magno e São Gregório Nazianzeno, bispos e doutores da igreja.

2 de janeiro Memória de São Basílio Magno e São Gregório Nazianzeno, bispos e doutores da igreja.

Basílio, natural de Cesaréia de Capadócia, atual Kaysery, Turquia, nasceu em 330 e faleceu em 1º de janeiro de 379 e foi eleito bispo de sua cidade natal em 370. Foi uma das figuras mais significativas da Igreja do século IV: extraordinário guia de seus fiéis, tenaz defensor da fé e da liberdade da igreja, promotor da liturgia e autor fecundo no campo ascético (As Grandes e Pequenas Regras que orientam a vida dos monges), teólogo e homilético.

São Basílio é chamado Magno (grande) em virtude de sua intensa atividade pastoral, de seus sermões e escritos em favor da religião. Criou na cidade de Cesaréia uma verdadeira cruzada de serviço aos pobres, fundando hospitais, asilos, casas de repouso, escolas de artesanato… Escrevia: “Se cada um se contentasse com o necessário e desse aos pobres o supérfluo, não haveria nem ricos nem pobres”.

Gregório, natural de Nazianzo, atual Nemisi, Turquia, nasceu em 330 e faleceu em 25 de janeiro de 389. Era amigo de Basílio e partilhou com ele a formação cultural e o fervor místico (vocação monástica): por isso celebramos a memória litúrgica de ambos no mesmo dia. Foi eleito patriarca de Constantinopla em 381 e no seu famoso discurso de adeus, proferido na catedral quando teve que abandonar Constantinopla por causa das tramas de seus adversários, afirmou: “Tudo é instável para que amemos as coisas estáveis”. Grande teólogo e homem de governo, revelou em suas obras oratórias e poéticas a inteligência e a experiência do Cristo vivo e operante nos santos mistérios.

Ó Deus, que iluminastes a vossa Igreja com o exemplo e a doutrina de São Basílio e São Gregório Nazianzeno, fazei-nos buscar humildemente a vossa verdade e segui-la com amor em nossa vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fechar Menu