6 de março – Santa Rosa de Viterbo

6 de março – Santa Rosa de Viterbo

Santa Rosa de Viterbo pertencia a uma modesta família. Desde muito pequena começou a operar prodígios. Na Biografia Segunda existem coisas incríveis, como: ressuscitou uma tia materna com apenas três anos de idade, transformou pães em rosa, pregava nas praças, etc. Os relatos da Biografia Primeira são mais dignos de fé. Nasceu em 1234. Na antevigília da Festa de São Nicolau de 1244, noite em que morreu o Imperador Frederico II, ela teve uma visão que determinou seu ingresso na Ordem Terceira de São Francisco. Apareceu-lhe Nossa Senhora que a convidou a procurar a senhora Zita, Superiora local da Ordem Terceira para dar-lhe o hábito e acompanhá-la em visita a três igrejas, como sinal de consagração a Deus.

Aquele dia marcou o início das suas exortações aos concidadãos incitando-os à penitência e fidelidade a Cristo e à Igreja, cuja unidade estava ameaçada pelas heresias dos patarinos e dos cátaros e pelas rixas da cidade. Suas pregações foram interpretadas em sentido político e Maineto de Bovolo mandou a família de Rosa para o exílio. Isso durou pouco, pois o Imperador logo morreu, como Rosa havia previsto.

Em vão, Rosa, tentou entrar na Ordem fundada por Santa Clara de Assis. Nada se sabe a respeito da morte dela a não ser que tinha 18 anos quando morreu em 1252. Seis anos após sua morte, o Papa Alexandre IV fez exumar o seu corpo, encontrado intacto sob o pavimento da Igreja de Santa Maria de Outeiro. Foi canonizada em 1457 e declarada Padroeira da Juventude Feminina de Ação Católica, em 1922, pelo Papa Bento XV.

Deus, nosso Pai, à medida que transcorrem os séculos, vemos com mais clareza a vossa ação no mundo. Na verdade, vós sois um Deus fiel e agis com força e poder dentro da história dos homens, abalados por tantas contradições. Mas vós conduzis vosso povo através dos tempos. Moveis os corações dos homens para que encontrem a paz. E suscitais, segundo as necessidades de cada época, pessoas capazes de ler as entranhas dos tempos, pessoas fortalecidas com as vossas promessas antigas, mas sempre novas. A exemplo de Santa Rosa, façamos de nossa vida um tempo de conversão, de fidelidade a Deus e de amor à paz. Amém.

Fechar Menu