1º de fevereiro – Santa Veridiana, reclusa

1º de fevereiro – Santa Veridiana, reclusa

Veridiana nasceu em Castelfiorentino (Castelo de Florença) em 1182. Segundo a tradição foi visitada por São Francisco de Assis em 1221, admitindo-a na Ordem Terceira. Após a peregrinação ao túmulo de São Tiago de Compostela, Espanha, aos 30 anos, permaneceu reclusa numa pequena cela, onde viveu completamente isolada, ao longo de 34 anos. Por uma janelinha assistia à missa, falava com as visitas e recebia o escasso alimento para não morrer de fome. Dormia sobre a terra nua.

Conta-se que sua morte, em 1º de fevereiro de 1242, foi anunciada pelo repicar improviso e simultâneo dos sinos de Castelfiorentino sem que ninguém tivesse tocado. Foi sepultada em sua pequena cela, transformada em capela. Seu culto foi aprovado pelo Papa Clemente VII no ano de 1533 e ainda é muito popular na Toscana, onde é venerada como padroeira.

Deus, nosso Pai, concedei-nos o discernimento para darmos a cada coisa o justo valor. Ajudai-nos a procurar a medida certa daquilo que nos rodeia, colocando cada coisa na sua devida posição e no seu merecido lugar. Compreendamos que não temos neste mundo morada definitiva e que a nossa caminhada é transitória. Nada é definitivo. Somente vós, Deus de Amor, permaneceis para sempre, levando tudo à plenitude dos tempos, ao cumprimento das vossas promessas em nós e em cada coisa que criastes. Amém.

Fechar Menu