23 de outubro – Memória Facultativa de São João de Capistrano, presbítero

23 de outubro – Memória Facultativa de São João de Capistrano, presbítero

Nascido em Capistrano, na província de Áquila, em 1386. Pela sua origem e aspecto nórdico, apelidaram-no de João-alemão. Estudou direito civil e eclesiástico em Perúgia, laureando-se excelente jurista. Teve logo a nomeação de juiz e governador da cidade. Quando Perúgia foi ocupada pelos Malatesta, além do alto cargo, João perdeu também a liberdade.

Na prisão encontrou tempo de meditar sobre as vaidade das honras mundanas, e saindo do cárcere, já transformado interiormente, obteve a anulação do matrimônio e foi bater na porta do convento franciscano de Assis. Vestiu assim o hábito dos observantes, isto é, dos seguidores de são Francisco, que tinham acolhido a reforma propugnada por são Bernardino, de quem João Capistrano foi discípulo e amigo. Teve início então para o dinâmico frade aquela múltipla atividade apostólica que por 40 anos o empenhou em vários lugares da Europa. Infatigável organizador de obras de caridade, mensageiro da paz, conselheiro e missionário.

Os papas, que o tiveram como conselheiro, confiaram-lhe missões diplomáticas nos vários Estados italianos, de Milão à Sicília. O rei Fernando III o quis na Áustria, e sua Ordem o mandou como visitador à Terra Santa e aos Países Baixos. Organizador da Cruzada contra os turcos, esteve na Hungria e nos Balcãs. Com tenacidade e com o entusiasmo próprio da gente mediterrânea, levou a termo iniciativas que a outros pareceriam impossíveis. Mas as vitórias mais significativas foram conquistadas nas trincheiras da ortodoxia, na defesa da verdade contra a heresia, do genuíno espírito franciscano do compromisso dos renovadores, da paz civil e religiosa nos pontos quentes da Europa nos quais esteve presente com surpreendente celeridade, não obstante dispusesse só de um burro como meio de locomoção. Morreu a 23 de outubro de 1456 em Villach, Áustria, e foi canonizado em 1690.

Ó Deus, que suscitastes o presbítero São João de Capistrano para confortar a cristandade aflita, colocai-nos sob a vossa proteção e guardai a vossa Igreja em constante paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fechar Menu