9 de outubro – Memória Facultativa de São João Leonardi, presbítero

9 de outubro – Memória Facultativa de São João Leonardi, presbítero

Repelido pelos seus próprios concidadãos – nasceu em Diécimo, perto de Lucca, Itália, em 1541 –, que o tinham como um enviado da inquisição, abandonado por muitos de seus religiosos, são João Leonardi viveu dez anos num providencial exílio romano. Esteve em Nola, em Nápoles, em Montevergine, onde era necessária a mediação de um homem sábio e caridoso para levar aos antigos mosteiros a disciplina e o primitivo espírito religioso.

Ainda jovem, João Leonardi foi mandado a Lucas para aprender a arte de farmacêutico. É admirável que, achando-se na cidade sem nenhum controle da família, jovem e com dinheiro, João tenha pensado em construir uma associação juvenil, sob a direção do dominicano Bernardini, com o fim de realizar uma vida cristã mais intensa com a oração em comum e a generosa assistência aos pobres e peregrinos. Não obstante estas credenciais, o seu pedido para entrar na Ordem franciscana não foi aceito.

Aos 26 anos deixou a farmácia, e sob a guia de Bernardini, empreendeu os estudos eclesiásticos e na Epifania de 1571 pôde celebrar a primeira missa. Na igreja de são João de Magione, que lhe foi confiada pelo bispo, realizou a sua grande aspiração, fundando uma escola para o ensino da doutrina cristã. O sucesso de sua obra alcançou adesões e amigos, junto com os quais fundou em 1574 a Congregação dos padres reformados que em 1614 recebeu a denominação definitiva de Clérigos Regulares da Mãe de Deus, com sede junto à igreja de Santa Maria da Rosa.

Após ter empreendido a reforma religiosa de vários mosteiros e de paróquias com espírito religioso dinâmico (doutrina cristã e comunhão frequente), impulsionado pelo zelo missionário, pensou e programou juntamente com o espanhol Vives uma congregação de sacerdotes que se dedicassem à propaganda da doutrina cristã entre os infiéis. Passou os últimos anos em Roma, onde morreu a 9 de outubro de 1609. Beatificado em 1861, teve a solene canonização em 17 de abril de 1938.

Ó Deus, fonte de todos os bens, que anunciastes o Evangelho aos povos por meio do presbítero São João Leonardi, fazei que, por suas preces, a verdadeira fé se propague sempre e por toda parte. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

São Dionísio, mártir

Dionísio, nascido na Itália no século III, foi enviado à Gália pelo papa Fabiano no ano 250. De acordo com a tradição, foi o primeiro bispo de Paris. Sofreu o martírio nos arredores da cidade, juntamente com os companheiros Rústico e Eleutério.

Ó Deus, que mandastes são Dionísio e seus companheiros anunciar aos gentios a vossa glória e os fortalecestes no martírio, concedei que, seguindo seu exemplo, saibamos nos desprender das glórias do mundo, sem temer as suas ciladas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fechar Menu