9 de setembro – Memória Facultativa de São Pedro Claver, presbítero

9 de setembro – Memória Facultativa de São Pedro Claver, presbítero

Nasceu em Verdu, na Catalunha, Espanha, em 26 de junho de 1580. Formou-se em Letras e Artes na Universidade de Barcelona, entrando, em seguida, na Companhia de Jesus. Respondeu à vocação missionária, graças especialmente a Santo Alonso Rodriguez, porteiro no Colégio em Palma de Maiorca. Foi ordenado sacerdote na missão da Colômbia e lá exerceu o apostolado até a morte entre os escravos negros, tornando-se por voto o “escravo dos negros para sempre”. Fisicamente debilitado, morreu em Cartagena, na Colômbia, no dia 8 de setembro de 1654, com setenta e quatro anos de idade e cinquenta e dois de vida religiosa.

Assim disse, certa vez, São Pedro Claver: “Todas as vezes que não imitei o asno, não obtive bons resultados. E o que faz o asno? Quando se fala mal dele, ele se cala; não se lhe dá de comer, ele se cala; se o carregam até o fazer cair por terra, ele se cala; quando se impreca contra ele, ele se cala; nem um lamento por qualquer coisa que deva fazer, ou mesmo quando maltratado; é resistente, sendo um asno. É assim que deve ser um servo de Deus, como recita o salmo 37: “… eu era animal junto a ti”.

Ó Deus, que fizestes São Pedro escravo dos escravos e no serviço a eles o fortalecestes com uma admirável caridade e paciência, concedei-nos, por sua intercessão, procurando sempre as coisas que são de Cristo, amar o próximo pela ação e na verdade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fechar Menu