12 de agosto – Santa Beatriz, fundadora

12 de agosto – Santa Beatriz, fundadora

De nobilíssima família portuguesa, nasceu Beatriz em 1424. Isabel, Infanta de Portugal, tornada rainha de Castela, escolheu Beatriz para sua primeira dama de honra. No luxo e no fausto, bem como em meio à leviandade da vida na corte, manteve o seu coração fiel ao propósito de amar só a Deus.

Invejada pela rainha, esta tentou eliminá-la da corte trancando-a dentro de um grande cofre ou arca que lhe serviria de túmulo. Obrigada pelas circunstâncias, a rainha teve de soltá-la, encontrando-a viva ainda, depois de três ou quatro dias. Uma vez libertada, demite-se do serviço real e parte para Toledo; dirigiu-se ao antigo Convento de São Domingos de Silos, onde permaneceu, não como freira, mas como pensionista.

Trinta anos se passaram, e Beatriz esperava a hora da realização daquilo que a Virgem Maria lhe dissera em uma visão, quando estava no cofre: que ela fundaria uma Ordem religiosa em honra da Imaculada Conceição.

Certo dia Beatriz foi visitada por Isabel, a Católica, filha daquela rainha que tentara matar Beatriz; comunicando-lhe esta a sua intenção de fundar uma casa religiosa dedicada ao culto da Imaculada Conceição, a rainha se prontificou a ajudar sua prima e logo lhe ofereceu o palácio ao lado da igreja de santa Fé. Beatriz reconheceu a “hora da Providência”. Surgiu assim o primeiro mosteiro da Ordem da Imaculada Conceição. Beatriz levou consigo doze jovens.

Beatriz compôs uma Regra e enviou a Roma para ser aprovada. O Papa Inocêncio VIII prometeu aprová-la, mas mandou que, enquanto isso, observasse uma regra já aprovada. Foi escolhida a de Cister. A Bula de aprovação da Ordem chegou às mãos de Beatriz de maneira miraculosa, por intervenção de São Rafael Arcanjo, por quem ela possuía muita devoção. A tomada de hábito de Beatriz com suas doze companheiras foi marcada pelo Bispo Diocesano para o dia 9 de agosto. Dez dias antes, Nossa Senhora apareceu a Beatriz e lhe comunicou que morreria na hora de realizar o sonho acalentado há tantos anos.

Beatriz faleceu no dia marcado para a tomada de hábito; como ela adoecera antes, pediu o hábito e o Bispo lhe concedeu. Oito dias após esta data, as doze Noviças fizeram profissão religiosa, por determinação do Provincial dos Franciscanos, Frei João de Tolosa, e elegeram Filipa da Silva, sobrinha de Santa Beatriz, para primeira Abadessa.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Fechar Menu