31 de julho – Memória de Santo Inácio de Loyola, presbítero

31 de julho – Memória de Santo Inácio de Loyola, presbítero

Nascido em Loyola, Espanha, em 1491, morto em Roma a 31 de julho de 1556) é o Fundador da Companhia de Jesus (Jesuítas em 1534). Último rebento de família nobre, aos 14 anos já havia recebido a tonsura, mas não se sentia inclinado à carreira eclesiástica. Preferiu a espada do cavaleiro. Durante a defesa do Castelo de Pamplona (1521), sitiado por Francisco I da França, quebrou uma perna. Para lhe cortar a carreira militar foi suficiente a leitura abúlica de alguns livros amarelecidos, que a cunhada lhe trouxe para passar o tempo na convalescência.

A Vida de Jesus e A lenda Áurea determinaram a escolha mais importante de sua vida. Temperado na vida militar e depois nas privações de penitente e peregrino, generoso e imprudente também nas fadigas, confessará candidamente: “Eu não sabia o que era o amor, a humildade, a paciência ou a discrição”. O que significa que mais tarde aprendeu a ser discreto, paciente, humilde e afetuoso. Quando percebeu que havia exagerado nas privações, confessou sorrindo ter aprendido errado.

Abandonou os trapos de peregrino e de mendigo. Quando voltou da Terra Santa completou os estudos, primeiro em Barcelona, depois em Alcalá e em seguida em Paris, onde conseguiu o título de Professor de Filosofia. Na Espanha foi até suspeito de heresia e preso.

Trocou o nome de Iñigo por Inácio, e reuniu junto a si o primeiro núcleo da Companhia de Jesus, um grupo cada vez maior chamado Soldados de Cristo, que lutavam e sacrificavam sob a insígnia da divisa: Para a maior glória de Deus. O vademecum (livro que carregamos sempre) destes Soldados é um livrinho de leitura nada atraente: Os Exercícios Espirituais, escrito, ou melhor, vivido por Santo Inácio na solidão de Manresa.

Ó Deus, que suscitastes em vossa Igreja Santo Inácio de Loyola para propagar a maior glória do vosso nome, fazei que, auxiliados por ele, imitemos seu combate na terra, para partilharmos no céu sua vitória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém

Fechar Menu