2 de julho – São Bernardino Realino, presbítero

2 de julho – São Bernardino Realino, presbítero

Nasceu em Capri, Itália, no dia 1º de dezembro de 1530. Nos seus anos de juventude Bernardino colheu lisonjeiros sucessos literários, frutos de um vivo amor aos estudos humanísticos, iniciados entre as paredes domésticas, sob a guia de bons preceptores, e prosseguidos por primeiro em Módena, na Academia, depois na Universidade de Bolonha, onde frequentou por três anos os Cursos de Filosofia e Medicina, para passar depois aos de Direito Civil e Eclesiástico nos quais se laureou em 1556. Pela brilhante carreira administrativa empreendida sob a proteção do Governador de Milão, Bernardino Realino pode ser invocado como protetor de certas categorias de cidadãos, que julgam poder contar com poucos Santos: Bernardino foi de fato Prefeito em Felizzano de Monferrato, foi advogado fiscal em Alexandria, em seguida de novo Prefeito de Cassine, depois Pretor em Castel Leone, e por fim desceu a Nápoles na qualidade de Auditor e lugar-tenente geral.

As imagens devocionais do Santo no-lo representam recebendo o Menino Jesus nos braços. Foi de fato após a aparição de Nossa Senhora e do Menino Jesus que Bernardino abandonou a brilhante carreira administrativa para fazer parte da Companhia de Jesus, em 1564; três anos depois recebeu a Ordenação Sacerdotal e foi nomeado Diretor Espiritual e Mestre dos Noviços. Enviado a Lecce em 1574 para a fundação de um Colégio, permaneceu nesta cidade até a morte, ocorrida em 2 de julho de 1616. Eleito, protetor desta cidade antes da morte, foi beatificado em 1895 pelo Papa Leão XIII e canonizado pelo Papa Pio XII em 22 de junho de 1947, e proposto como exemplo de educador.

Senhor, ajudai-nos a compreender que a solução de nossos problemas passa pela comunidade que se organiza e busca na Palavra de Deus o discernimento para a sua luta em favor do Reino. Amém.

Fechar Menu