27 de junho – Memória Facultativa de São Cirilo de Alexandria, bispo e doutor da Igreja

27 de junho – Memória Facultativa de São Cirilo de Alexandria, bispo e doutor da Igreja

Cirilo nasceu em 370. Em 444, ano de sua morte, teve nas mãos, com toda a firmeza, as rédeas da Igreja do Egito, empenhando-se ao mesmo tempo, numa das épocas mais difíceis da história da Igreja do Oriente, na luta pela ortodoxia, em nome do Papa São Celestino. Somente no Pontificado do Papa Leão XIII o seu culto foi estendido a toda a Igreja Latina e lhe foi atribuído o título de Doutor da Igreja.

Pela defesa da ortodoxia, contra o erro de Nestório, Bispo de Constantinopla, arriscou ser mandado ao exílio e por alguns meses experimentou a humilhação do cárcere. No Concílio de Éfeso, em 431, no qual Cirilo foi um dos protagonistas, foi derrotado seu adversário Nestório, que tinha feito uma verdadeira tempestade no meio da Igreja, pondo em discussão a maternidade divina de Maria.

Título de glória para o Bispo de Alexandria foi o ter elaborado nesta ocasião uma autêntica e límpida Teologia da Encarnação. Tem particular interesse a Quarta Homilia, pronunciada durante o Concílio de Éfeso, o célebre Sermão em louvor à Mãe de Deus. Cirilo celebra as grandezas divinas da missão de Nossa Senhora, que é verdadeira mãe de Deus, pela parte que teve na concepção e no parto da humanidade do Verbo feito Carne.

Ó Deus, que suscitastes em Alexandria o Bispo São Cirilo para proclamar Maria Mãe de Deus, dai, aos que professam a maternidade divina, serem salvos pela encarnação do vosso Filho. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fechar Menu