21 de junho – Memória de São Luís Gonzaga, religioso

21 de junho – Memória de São Luís Gonzaga, religioso

Luís, nasceu a 9 de março de 1568, em Mântua, Itália. Com a idade de 5 anos, já vestia uma couraça, com escudo, capacete, cinturão e espada e marchava atrás do exército do pai, Ferrante Gonzaga, aprendendo dos rudes soldados o uso das armas e o seu vocabulário colorido. Enviado a Florença na qualidade de Pajem do grão-duque de Toscana, aos 10 anos Luís imprimiu em sua própria vida uma direção bem definida, voltando-se à perpétua virgindade.

Também uma viagem à Espanha, onde ficou alguns anos como Pajem do Infante Dom Diego, serviu-lhe para o estudo da filosofia na Universidade de Alcalá de Henares e a leitura de livros devotos, como o Compêndio da vida espiritual, de Luís de Granada. Aos 12 anos, Luís após ter recebido a Primeira Comunhão das mãos de São Carlos Borromeu, decidiu entrar para a Companhia de Jesus (Jesuítas).

Luís renunciou ao título e à herança paternas e aos 14 anos entrou no Noviciado Romano da Companhia de Jesus, sob a direção de São Roberto Belarmino. Esqueceu totalmente sua origem de nobreza e escolheu para si as incumbências mais humildes, dedicando-se ao serviço dos doentes, sobretudo na epidemia que atingiu Roma em 1590. Acabou contraindo a terrível doença provavelmente por algum gesto de piedade.

Morreu aos 23 anos, no dia por ele preconizado, a 21 de junho de 1591, em Roma. O corpo de São Luís, “Patrono da Juventude”, repousa na Igreja de Santo Inácio, em Roma. Este santo, ao contrário do que é apresentado em certos livros, era dotado de temperamento forte.

Ó Deus, fonte dos dons celestes, reunistes no jovem Luís Gonzaga a prática da penitência e a Admirável pureza de vida. Concedei-nos, por seus méritos e preces, imitá-lo na penitência, se não o seguimos na inocência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fechar Menu