7 de junho – Santo Antônio Maria Gianelli, bispo

7 de junho – Santo Antônio Maria Gianelli, bispo

Nascido a 12 de abril de 1789, em Cereta, perto de Chiavari. Ingressou no Seminário aos 19 anos e foi ordenado Padre 4 anos depois. Lecionou letras e retórica. De 1826 a 1838 foi Arcipreste de Chiavari. Este período, que ele chamará de “má cultivação”, foi marcado por muitas inovações pastorais na sua Paróquia e pela criação de várias Instituições, como um Seminário próprio e a redescoberta da Suma de Santo Tomás na pregação teológica e filosófica dos candidatos ao sacerdócio. Sob o nome incomum de Sociedade Econômica, encaminhou uma Instituição beneficente cultural e assistencial confiada por Padre Gianelli “aos cuidados das Damas da Caridade” para a instrução gratuita das meninas pobres. Era o esboço da fundação que iria acontecer em 1829, das Filhas de Maria, conhecidas ainda como Irmãs Gianellinas, destinadas a uma rápida expansão e a um profícuo apostolado na América Latina.

Dois anos antes havia criado uma pequena Congregação Missionária, colocada sob o patrocínio de Santo Afonso Maria de Ligório para a pregação de missões ao povo e organização do clero. Em 1838 foi eleito Bispo de Bobbio; ajudado pelos Ligorianos, a sua jovem Congregação, que ele reconstituiu com o nome de Oblatos de Santo Afonso, reorganizou o tecido eclesiástico da sua Diocese, removendo Párocos pouco zelosos e expulsando os indignos. O Santo das Irmãs, como é chamado na América Latina, onde ainda florescem suas Instituições Femininas, acabou prematuramente sua vida terrena em 7 de junho de 1846. Foi beatificado em 1925 e canonizado pelo Papa Pio XII em 21 de outubro de 1951.

Deus, nosso Pai, ensinai-nos a trabalhar em prol da paz, da concórdia e fazei que jamais nos cansemos de estender as mãos em gestos de perfeita doação. Amém.

Fechar Menu