2 de março – São Simplício, papa

2 de março – São Simplício, papa

Simplício, natural de Tívoli, foi Sumo Pontífice de 468 a 483. Um período muito agitado para a Igreja e para o Estado. O monofisismo tinha sido suscitado por Dióscoro, Patriarca de Alexandria do Egito, e propagado pelo Monge Êutiques. Sua tese central, que lhe dava o nome era: em Cristo há uma só natureza, a divina. Não obstante a enérgica intervenção de Leão Magno, a heresia triunfou no chamado “latrocínio de Éfeso” datado de 449. Dois anos depois a doutrina ortodoxa foi confirmada com clareza no Concílio de Calcedônia, que tomou como artigo de fé o documento de São Leão Magno.

Este Concílio emanou também o famoso cânon 28, que reconhecia ao Patriarca de Constantinopla uma certa supremacia. Os enviados do Papa julgaram-na como uma inovação perigosa. São Simplício a combateu. A controvérsia sobre o monofisismo ainda durou algum tempo.

Além da defesa da genuína doutrina cristã, São Simplício tornou-se benemérito por suas restaurações de igrejas de grande valor artístico e tradicional, entre elas a de Santo Estêvão Rotondo e de Santa Bibiana. Impediu a destruição dos mosaicos pagãos da Igreja de Santo André.

Deus, nosso Pai, vós dissestes que os vossos pensamentos não são os nossos pensamentos; que os nossos caminhos não são os vossos caminhos. Nós vos pedimos: tudo o que nos acontecer contribua para o nosso bem e para que o vosso nome seja bendito por todo o sempre. Jamais nos falte a luz da fé, para vos buscarmos de coração sincero e de mente desarmada. Amém.

Fechar Menu