24 de fevereiro – São Sérgio, mártir

24 de fevereiro – São Sérgio, mártir

Nasceu em 1314 de uma nobre família da região de Rostov e emigrada para Redonez na região de Moscou, após a perda dos bens. A difusão do nome Sérgio na Rússia e nos países eslavos (também no Ocidente) provém da devoção ao pai do monaquismo da Rússia setentrional, morto em 25 de setembro de 1392.

Sérgio é o mártir de Cesárea de Capadócia. Durante as celebrações anuais em honra de Júpiter, no tempo do imperador Diocleciano, o governador da Armênia e da Capadócia, Saprício, ordenou que fossem convocados todos os cristãos diante do templo pagão e obrigou-os a prestarem culto a Júpiter. Sérgio era um venerando eremita. Sua presença fez apagar o fogo dos sacrifícios. Os pagãos disseram que o deus estava irritado pela presença dos cristãos. Então Sérgio enfrentou os pagãos explicando-lhes que o deus pagão era impotente e que eles deviam adorar o Deus onipotente dos cristãos. Sérgio foi preso e levado à presença do governador que com um juízo sumário condenou-o à decapitação. Foi imediatamente executado. Era o dia 24 de fevereiro de 304. O corpo do mártir foi recolhido pelos cristãos e sepultado na casa de uma senhora piedosa. De lá foi transportado para a Espanha.

Deus, nosso Pai, São Sérgio vos confessou como o Deus vivo e verdadeiro. Somente vós sois digno de todo louvor e adoração. Dai-nos a graça de vos adorar em espírito e em verdade. Não permitais que caiamos no vazio dos ídolos que a ninguém pode salvar. Senhor, vós sois o Caminho, a Verdade e a Vida. Guiai nossos passos pelo caminho da retidão; livrai-nos da mentira e fazei-nos amar a verdade. Apagai em nosso íntimo, e ao nosso redor, todos os sinais de morte; dai-nos vida e vida em abundância. Amém.

Fechar Menu