Buscar a santidade superando o caminho do ódio pelo caminho do amor

Jesus neste 7º domingo do tempo comum, ano A, Jesus prossegue seu discurso do Sermão da Montanha.

Na 1ª leitura, o livro do levítico apresenta a lei da santidade: “Sede santos porque eu, o Senhor vosso Deus é santo”. Ao buscar o caminho da santidade o homem  vai destruindo os murros da injustiça, das indiferenças e do ódio e da violência. (Lev. 19,1-2.17-18).

No evangelho, Jesus convida a para superar a dinâmica “olho por olho” pela dinâmica do amor. O ódio abre espaço para a violência, vingança,  mentira e muitos outros males. Onde a força vence, desaparece o amor, estabelecendo distancias entre as pessoas e consequentemente vivemos numa constante insegurança, desrespeito ao ser humana. Jesus nos mostra nos quatro exemplos do evangelho, a violência física, a injustiça econômica, o abuso de poder, e o empréstimo nos distanciam da santidade. Só o caminho do perdão, do amor faz florescer a vida.(cf. Mt 5,38-48).

Na segunda leitura, Paulo nos dirá que “somos santuários de Deus”, que a “ sabedoria deste mundo é insensatez diante de Deus” (1Cor 3,16-23).

A santidade não depende da vontade, embora a busca seja importante. “A perfeição é uma ação de Deus no coração do discípulo”(Don total, 23/02/2020).

Pe. Mário Pizetta, ssp
Pároco

Fechar Menu