16 de fevereiro – Santo Onésimo, mártir

16 de fevereiro – Santo Onésimo, mártir

Onésimo é um escravo fugitivo de Filemon – rico cavalheiro grego conduzido à fé cristã pelo apóstolo Paulo – e enfrentando uma arriscada viagem, chega à capital do império, onde São Paulo, enquanto está à espera de julgamento, pregava o Evangelho. Ele mistura-se entre os ouvintes e imediatamente é conquistado pela fé.

O Apóstolo, “velho e prisioneiro”, envia-o de volta a Filemon e o que sabemos dele é justamente o que encontramos na Carta de São Paulo a Filemon: “Apesar de eu ter toda a liberdade em Jesus Cristo de te prescrever o que deves fazer, prefiro fazer apenas um apelo à tua caridade. Eu, Paulo, idoso como sou, e agora preso por Jesus Cristo, suplico-te por Onésimo, meu filho, que gerei na prisão… Eu envio-o a ti como se fosse o meu próprio coração… não mais como escravo, mas como um irmão amado. E se ele te deu algum prejuízo eu pagarei.

Onésimo foi grande testemunha da ressurreição de Cristo. Foi conduzido a Roma e apedrejado até a morte.

Deus, nosso Pai, cremos que vós nos amais com amor eterno e cuidais de cada um de nós, vossos filhos, para que tenhamos vida e vida em abundância. Proclamamos que somente vós sois o Deus e Senhor da vida, o princípio e o fim de todas as coisas, o sentido de nossa existência. Nós vos agradecemos por todas as maravilhas que operais naqueles que vos amam e depositam em vós todas as suas aflições, esperanças e desejos, confiantes do vosso socorro e da vossa proteção amorosa. Amém.

Fechar Menu